3 perguntas para uma #GIRLBOSS – Claudia Schroeder

Claudia Schroeder é publicitária formada pela Famecos e por mais de duas décadas trabalhou em grandes agências de publicidade como redatora e diretora de criação. Ainda que estivesse numa posição confortável em seu trabalho, a vontade de ir além começou a nascer. Demoraram alguns anos para que ela tomasse coragem e finalmente fosse atrás do seu sonho: trabalhar com o que ela acredita.

Hoje em dia presta consultoria para algumas marcas, entre elas a Fabrès Desing. Com uma vida mais realizada e dona do seu próprio negócio, atualmente Cláudia se classifica como uma “estrategista criativa”. Sua maior felicidade é poder estar envolvida em todos os processos que envolvem uma marca, do início ao fim. Com um lado artístico muito aguçado, ela também é escritora e poetisa, já tendo publicado um livro de poesias, Leia-me toda, que foi destaque na Feira do Livro de Porto Alegre.

Com um currículo extenso e muito amor pela profissão, é claro que a gente não poderia deixá-la de fora da nossa categoria #GIRLBOSS! Confere a entrevista que ficou demais!

1) O que te faz sentir empoderada no seu trabalho?

A primeira vez que me senti realmente empoderada foi quando tive coragem de trabalhar de outra forma (a que eu realmente acreditava) e ser dona do meu próprio negócio. Depois de 23 anos trabalhando em agências de comunicação e design, descobri que eu era mais do que uma Redatora ou uma Diretora de Criação. Eu era uma Estrategista Criativa, uma pessoa que gosta de estar do início ao final do trabalho pensando junto, criando em todas as instâncias e participando de todos os processos. Mas o que mais me empodera todo dia? A satisfação dos meus clientes e a alegria dos parceiros que contrato para abraçar meus projetos.

2) O que te motiva no dia a dia a ser uma Girlboss?

É engraçada para mim esta expressão “Girlboss”, porque eu nunca sofri por ser mulher, nunca senti falta de oportunidade ou discriminação pelo gênero. Uma vez fui entrevistada para uma revista e me perguntaram como eu me sentia sendo uma das poucas mulheres Diretoras de Criação do Estado. E eu nem tinha me dado conta disso. Mas eu posso responder o que me motiva no dia a dia do meu trabalho: a paixão. Eu sou apaixonada pelo que eu faço. Por todas as coisas que são o meu trabalho: analisar os problemas das empresas, traçar uma estratégia, definir as melhores soluções criativas para elas e colocá-las em prática.

O meu trabalho também é escrever. Escrevo quase todo dia. A poesia também me empodera, traz melodia para o que sinto ou observo. E ser mãe – ah, pra mim não tem coisa mais forte no mundo para empoderar uma mulher e trazer uma força enorme para encarar qualquer coisa do que colocar um filho nos próprios braços.

3) Quem é o seu melhor exemplo de Girlboss? 

Existem inúmeras mulheres poderosíssimas por aí. A lista seria enorme. Vou citar a que sempre esteve ao meu lado desde que nasci: minha mãe. Minha mãe é autêntica, feminina, resolvedora de problemas, sempre trabalhou duro sem perder a elegância. É superpositiva e irradia uma energia enorme. Meu exemplo para sempre.

Adoramos aprender um pouquinho mais sobre profissão (e vida!) com você, Claudia! Vamos continuar levando muito #GIRLBOSS por aí!

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *